Dieta em enterocolite intestinal em adultos: recomendações básicas para diarréia

Saiba qual é a dieta para enterocolite intestinal em adultos com diarréia para reduzir os sintomas e acelerar a recuperação. Dicas nutricionais e recomendações alimentares para recuperação gastrointestinal rápida.

A enterocolite intestinalis é uma doença inflamatória na qual as células que cobrem a camada interna do intestino morre. Como resultado, os produtos alimentícios são mal digeridos e a microflora intestinal ativa é interrompida. Os sintomas de enterocolite incluem dor abdominal, diarréia, náusea, vômito e baixa temperatura corporal.

Para se livrar dos sintomas e gerenciar problemas intestinais, é importante seguir uma certa dieta. Isso ajudará a reduzir a inflamação, restaurar a microflora intestinal e retornar à digestão normal.

Este artigo abrange o básico da dieta para enterocolite intestinal e nutrição de diarréia em adultos, incluindo uma lista de alimentos que não são recomendados, além de componentes nutricionais importantes necessários para acelerar o processo de cicatrização.

Como lembrete, qualquer dieta para enterocolite intestinal requer consulta com um médico qualificado para ajudar a desenvolver um plano de dieta individualizado.

Contents
  1. O que é enterocolite e quais sintomas a acompanham
  2. Importância da nutrição na enterocolite intestinal
  3. Dieta especial
  4. Cardápio
  5. Conclusão
  6. Lista excluída de alimentos para a dieta para enterocolite intestinal em adultos
  7. Quais alimentos ajudarão com enterocolite intestinal?
  8. Importância do regime de consumo adequado na enterocolite intestinal
  9. Preparando a nutrição líquida para enterocolite intestinalis
  10. Etapa 1: Seleção de alimentos
  11. Etapa 2: Cozinha
  12. Etapa 3: Consumo de nutrição líquida
  13. Bebidas naturais em enterocolite do intestino
  14. Bebidas de chá em enterocolite do intestino
  15. Importância da nutrição durante o período de recuperação após a enterocolite intestinalis
  16. Como faço para introduzir lentamente os alimentos em minha dieta depois de passar a colite de enterocolite intestinalis?
  17. Recomendações sobre a dieta em enterocolite do intestino para vegetarianos
  18. O que deve ser consumido?
  19. O que deve ser excluído da dieta?
  20. Exemplo de menu para o dia
  21. Recomendações alimentares para enterocolite intestinal para veganos
  22. Recomendações alimentares para enterocolite intestinalis para pessoas com intolerância à lactose
  23. Evite alimentos que contêm lactose
  24. Prefira proteínas magras
  25. Aumente o consumo de vegetais e frutas
  26. Reduza a ingestão de açúcares e gorduras
  27. Leve em consideração suas características individuais
  28. Recomendações alimentares para enterocolite intestinal para pessoas com tumores malignos
  29. Restrições alimentares
  30. Alimentos úteis
  31. Regime alimentar
  32. Amostra de dieta para o dia
  33. Dieta para pessoas com diabetes com enterocolite do intestino
  34. 1. Aumente a ingestão de líquidos
  35. 2 Limitando a ingestão de carboidratos
  36. 3. Dieta de baixa fibra
  37. 4. Ingestão regular de comida
  38. 5. Controlando os níveis de glicose no sangue
  39. Uma pequena lista de alimentos recomendados para enterocolite intestinal
  40. O que não comer com enterocolite do intestino:
  41. Perguntas e respostas:
  42. O que é enterocolite intestinal?
  43. Quais causas podem causar enterocolite intestinal em adultos?
  44. O que deve ser excluído da dieta na enterocolite intestinal?
  45. Quais alimentos são recomendados para comer na enterocolite do intestino?
  46. Quais medicamentos podem ser usados para enterocolite intestinal?
  47. Quanto tempo pode durar a enterocolite do intestino?
  48. Quais são as possíveis complicações da enterocolite intestinal?
  49. Como posso prevenir o desenvolvimento de enterocolite intestinal?

O que é enterocolite e quais sintomas a acompanham

A enterocolite é um processo inflamatório que ocorre no intestino pequeno e grosso. Pode ser causado por vários fatores, incluindo infecção, reação alérgica ou distúrbios nutricionais. O principal sintoma da enterocolite é a diarréia, que pode ser acompanhada pela dor abdominal e falta de apetite.

Dependendo da causa da condição, os sintomas podem variar. Por exemplo, se a enterocolite for causada por uma infecção, além de diarréia e dor abdominal, poderão ser observadas temperaturas corporais e vômitos elevadas. Se a enterocolite for causada por uma reação alérgica a um determinado produto, a descarga pode conter sangue e servir como um sinal de choque alérgico.

Se a enterocolite for prolongada, podem ser adicionados sintomas como fraqueza, perda de peso, anemia e falta de energia. Portanto, em caso de suspeita de enterocolite, é necessário consultar um médico para diagnóstico e prescrição de tratamento apropriado.

Importância da nutrição na enterocolite intestinal

Você já removeu seus dentes do siso?
55, 56%
44, 44%

Dieta especial

A nutrição adequada desempenha um papel importante no tratamento da enterocolite intestinal em adultos. É importante seguir uma dieta especial que ajudará a lidar com a diarréia e acelerar o processo de recuperação.

A dieta em enterocolite do intestino em adultos deve ser muito leve e não sobrecarregar o sistema digestivo. Além disso, a variedade e a riqueza de nutrientes nos alimentos consumidos são pontos importantes.

Cardápio

Para organizar uma dieta adequada com enterocolite do intestino, você precisa incluir os seguintes produtos na dieta: água potável, pão sem sementes, arroz, mingau de aveia, sopas sobre água, produtos lácteos fermentados, maçãs, bananas, cenouras, abóbora.

Ao mesmo tempo, você deve excluir da dieta picante, gordurosa, defumada, fritada e enlatada, produtos lácteos, frutas e legumes frescos, alimentos gordurosos e fritos.

Conclusão

Após uma dieta nutricionalmente apropriada para a enterocolite intestinal, melhora significativamente a saúde, ajuda a evitar a reinfecção e fortalece o sistema imunológico. Não se deve esquecer que seguir a dieta certa é o primeiro passo para a recuperação.

Lista excluída de alimentos para a dieta para enterocolite intestinal em adultos

A nutrição adequada é o principal fator para a rápida recuperação na enterocolite intestinal. Quando a diarréia ocorre, certos alimentos que podem piorar a situação devem ser eliminados da dieta.

  • Produtos lácteos: Pessoas que sofrem de enterocolite intestinal devem eliminar produtos lácteos, como leite, queijo, iogurte e kefir de sua dieta. O leite contém lactose, que pode piorar os sintomas de diarréia e arrotar.
  • Alimentos gordurosos: Certos alimentos gordurosos, como carnes gordurosas, fas t-food, alimentos fritos, podem piorar a situação para pessoas que sofrem de enterocolite intestinal.
  • Bebidas não alcoólicas: quando você tem enterocolite intestinal, não deve beber refrigerantes como bebidas carbonatadas e sucos de frutas. Essas bebidas contêm muito açúcar, que podem piorar o arroto e a ocorrência de diarréia.
  • Alimentos enlatados: os alimentos enlatados contêm muitos conservantes, que podem piorar a condição intestinal na enterocolite.
  • Alimentos muito doces: na enterocolite intestinal, você não deve consumir alimentos muito doces, como chocolates, doces. Bolos e bolos multicamadas também devem ser evitados, pois podem aumentar os níveis de açúcar no sangue e piorar os sintomas.

Após uma dieta adequada é essencial para uma rápida recuperação na enterocolite intestinal. Evite junk food e siga estritamente as recomendações acima.

Quais alimentos ajudarão com enterocolite intestinal?

Com a enterocolite do intestino, é importante saber como comer adequadamente para ajudar o corpo a combater a inflamação e não piorar os sintomas da doença.

Recomend a-se incluir os seguintes alimentos na dieta:

  1. Gorduras: leite natural, manteiga, óleo vegetal, saladas com a adição de óleos vegetais;
  2. Proteínas: carne, aves, peixes, ovos, produtos proteicos de origem das plantas (feijões, ervilhas, soja);
  3. Carboidratos: pão de gordura ou trigo sarraceno, arroz, cereais, vegetais (berinjela, batata, cenoura, abóbora), frutas, nozes e frutas secas, sucos (selecionados de frutas inteiras), use mel, geleias, compostos.

As gorduras nas quantidades necessárias contribuem para a rápida cicatrização de erosões e úlceras. Com a enterocolite, é importante limitar o uso de produtos lácteos. As proteínas ajudam a restaurar rapidamente o peso corporal perdido, fornecem fluido ao reto na diarréia. Os carboidratos são necessários para que o corpo obtenha energia para suportar a doença, recuperar e levar um estilo de vida ativo.

Muitas vezes, com a enterocolite, a dieta nº 4 é prescrita, sua aplicação e duração são prescritas pelo médico assistente. Envolve o uso de alimentos facilmente digeríveis e a exclusão da dieta de produtos que atingem o estômago e fluem através do intestino delgado. Além disso, vitaminas e suplementos minerais devem ser tomados para apoiar o sistema imunológico e a saúde do corpo como um todo.

Importância do regime de consumo adequado na enterocolite intestinal

A enterocolite intestinal é uma doença do corpo que causa diarréia grave. A perda de fluido através do intestino com cada dose de matéria fecal piora a condição de saúde. É muito importante monitorar o regime nutricional e de beber do paciente.

O fluido é um element o-chave na luta contra a enterocolite. Recomend a-se aumentar a ingestão de líquidos para 2, 5 litros por dia. Se o fluido não for reabastecido, o equilíbrio de água e eletrólitos será perturbado, o que pode prejudicar o corpo. Após cada constipação, é aconselhável beber um copo de água para reabastecer as reservas de fluidos do corpo.

É importante perceber que a água não é a única fonte de fluidos corporais. Várias bebidas que não sejam álcool, como sucos de frutas ou smoothies, bem como kefir, iogurte e outros produtos probióticos também podem ser usados.

Qual é a maneira certa de beber líquidos na enterocolite intestinal? As bebidas adequadas devem ter temperatura ambiente ou congeladas, mas você não deve beber líquidos gelados. O consumo de líquidos quentes ou quentes pode agravar os sintomas da doença e prejudicar a condição do corpo.

Em geral, o fluido é um elemento importante e integral no tratamento da enterocolite intestinalis. A ingestão periódica de bebidas e alimentos corretivos pode melhorar significativamente a condição do paciente.

Preparando a nutrição líquida para enterocolite intestinalis

Etapa 1: Seleção de alimentos

Para preparar a nutrição líquida para a enterocolite intestinal, é recomendável escolher alimentos ricos em fluido e bem digerido pelo organismo. Esses alimentos incluem:

  • Caldo em frango ou carne
  • Oatmeal ou mingau de arroz na água
  • Compostos de frutas e frutas
  • Kefir, iogurte, produtos lácteos fermentados

Etapa 2: Cozinha

Para preparar a nutrição líquida para a enterocolite intestinalis, é necessário preparar os alimentos selecionados de forma a garantir a máxima digestibilidade pelo corpo. Recomendado:

  • Ferva portas e sopas até totalmente cozidas
  • Bebida comprota e produtos lácteos fermentados em uma forma resfriada

É importante lembrar de evitar sal, especiarias e gorduras ao preparar alimentos, o que pode agravar a enterocolite intestinal.

Etapa 3: Consumo de nutrição líquida

A nutrição líquida para enterocolite intestinal deve ser consumida em pequenas porções, mas com frequência – 5 a 6 vezes ao dia. Recomendado:

  • Beba nutrição líquida lentamente, em pequenos goles
  • Não beba líquidos durante as refeições, mas uma hora após as refeições

Essas recomendações ajudarão a reduzir a tensão no sistema digestivo e evitar sintomas adicionais.

Bebidas naturais em enterocolite do intestino

Na enterocolite intestinal adulta, a dieta desempenha um papel importante no tratamento, incluindo o consumo de bebidas naturais. A doença é caracterizada por diarréia grave, devido à qual existe um risco de desidratação do corpo.

Para restaurar o saldo do sal de água e aliviar a condição com enterocolite do intestino, vale a pena consumir chá, infusões de ervas e bebidas de frutas. As bebidas devem ser tomadas de preferência quentes, mas não quentes ou frias, pois isso pode levar a uma maior irritação do intestino.

O chá de hortel ã-pimenta estimula o estômago, elimina inchaço e reduz a dor. A infusão de ervas de calêndula possui ação anti-inflamatória e antimicrobiana, promove a cura da mucosa intestinal.

  • Chá de hortelã
  • Calendula Herbal Infusion
  • Bebidas de frutas (de maçãs, peras, cranberries)

As bebidas de frutas, preparadas com base em maçãs, peras ou cranberries, ajudam a normalizar o estômago e fortalecer o sistema imunológico. É importante dar preferência a frutas e frutas frescas, em vez de xaropes concentrados da loja.

Em um estado de desidratação, é muito importante consumir bebidas isotônicas, como a Rehydron, que pode ser comprada na farmácia. Ele contém minerais e açúcares essenciais que restauram rapidamente o equilíbrio da água e do sal no corpo.

Bebidas de chá em enterocolite do intestino

Na enterocolite do intestino, é extremamente importante seguir o regime de consumo correto. O fluido insuficiente no corpo pode levar à desidratação, o que agravará ainda mais a diarréia. No entanto, nem todas as bebidas são adequadas para uso com esta doença.

O chá é uma bebida muito útil que pode ser consumida quando a microflora intestinal é perturbada. Possui propriedades antioxidantes, fortalece o sistema imunológico e contribui para a normalização da função intestinal. No entanto, você não deve abusar do chá, pois contém cafeína, o que pode aumentar a diarréia. É melhor escolher chá verde ou chá de folhas de hortelã.

O gengibre é outro ingrediente útil para bebidas de chá para enterocolite. Possui propriedades antibacterianas, reduz a inflamação e aumenta a resistência do corpo às infecções. Para preparar o chá com gengibre, você precisa cortar fatias finas de raiz de gengibre e adicion á-lo à água fervente. Em seguida, infunda por alguns minutos e adicione o mel ou suco de limão a gosto.

  • Chá de folha de hortelã
  • Chá verde
  • Chá com gengibre

O consumo de bebidas inadequadas pode piorar a condição de um paciente com enterocolite do intestino. Portanto, você sempre deve prestar atenção ao teor de cafeína e açúcar das bebidas e escolher as bebidas mais benéficas para o seu corpo.

Importância da nutrição durante o período de recuperação após a enterocolite intestinalis

A enterocolite é uma inflamação do intestino, que é acompanhado por diarréia, náusea, vômito e cólicas abdominais dolorosas. Uma vez que os sintomas da doença desaparecem, é importante comer uma dieta adequada para proteger as paredes intestinais de se inflamar novamente.

Na enterocolite intestinal adulta, recomend a-se aumentar a quantidade de fluidos na dieta para evitar a desidratação do corpo. Os alimentos recomendados incluem sopas líquidas quentes, mingau, legumes e frutas cozidas, shakes de proteínas e iogurte.

Você também deve reduzir a quantidade de gorduras e açúcares em sua dieta para aliviar a digestão. É importante evitar alimentos fritos, gordurosos e picantes, além de álcool e café. Em vez disso, é recomendável consumir alimentos facilmente digeríveis, como carne cozida, peixe, mingau em água e purê de legumes.

Finalmente, é importante praticar uma boa higiene e evitar contratar a reinflamação. Recomend a-se evitar junk food e aumentar a frequência de comer refeições menores. Uma dieta saborosa, nutritiva e variada ajudará você a se recuperar mais rapidamente e evitar as consequências da enterocolite intestinal.

Como faço para introduzir lentamente os alimentos em minha dieta depois de passar a colite de enterocolite intestinalis?

Depois de passar a enterocolite do intestino, é importante introduzir alimentos na dieta correta e lentamente, para não causar uma recaída da doença. A consulta com seu médico e nutricionista pode ajudar a determinar o melhor plano de refeições e dose para a introdução de alimentos.

Nos primeiros dias após a doença, é recomendável seguir uma dieta que inclua alimentos facilmente digeríveis. Isso inclui vegetais cozidos, mingau na água, kefir ou iogurte com baixo teor de gordura, sem aditivos, pratos cozidos no vapor de carne ou peixe branco.

Então você pode introduzir lentamente alimentos mais complexos em sua dieta. Por exemplo, você pode começar adicionando pequenas quantidades de carne magra ou aves, frutas frescas ou bagas à dieta. Gradualmente, a quantidade de alimentos pode ser aumentada, mas você precisa estar atento à reação do corpo e aos primeiros sintomas de dispepsia (inchaço abdominal, diarréia, náusea) novamente reduz a quantidade de alimentos.

Também é importante considerar a parte dos alimentos e sua frequência. Recomenda-se comer alimentos em pequenas porções 5-6 vezes ao dia, para que o corpo não esteja sobrecarregado e possa digerir facilmente os alimentos que chegam.

Seguindo as recomendações de especialistas e introduzindo lentamente os produtos na dieta, você pode evitar uma exacerbação repetida da enterocolite do intestino e retornar a uma dieta normal.

Recomendações sobre a dieta em enterocolite do intestino para vegetarianos

O que deve ser consumido?

Com a enterocolite intestinalis, é importante seguir a dieta para fornecer ao corpo os nutrientes necessários e não piorar a condição de saúde. Os vegetarianos podem consumir os seguintes produtos:

  • Mingando em água (trigo sarraceno, aveia, arroz) – Eles são com baixo teor de gordura e contêm carboidratos suficientes para fornecer energia ao corpo;
  • Sopas de vegetais (sem cogumelos e especiarias picantes) – elas são boas para a saúde intestinal e contêm gorduras mínimas;
  • Queijo cottage e iogurte (com baixo teor de gordura, sem aditivo)-eles contêm proteínas saudáveis que ajudam a curar o intestino;
  • Frutas (maçãs, bananas, peras) – elas são ricas em pectina, o que ajuda a aliviar a inflamação intestinal;
  • Nozes e sementes – elas contêm gorduras saudáveis que são boas para a saúde intestinal.

O que deve ser excluído da dieta?

Na enterocolite intestinal, alimentos picantes, gordurosos e doces devem ser excluídos da dieta, que pode irritar o intestino e piorar a condição de saúde. Entre os alimentos que devem ser excluídos estão:

  • Carne gordurosa e peixe – eles são difíceis para o corpo digerir e conter muita gordura;
  • Produtos lácteos com alto teor de gordura (creme, manteiga, creme de leite) – são difíceis de digerir e podem piorar a saúde intestinal;
  • Doces (chocolate, doce, café) – eles podem irritar o intestino e piorar sua saúde;
  • Alimentos fritos, em conserva e salgados – eles contêm muitas gorduras e especiarias que podem irritar o intestino e causar diarréia.

Exemplo de menu para o dia

Abaixo está um exemplo de um menu que pode ser útil para vegetarianos com enterocolite intestinal:

Café da manhã Mingau de aveia na água, frutas secas, maçã
Lanche Ridra com queijo cottage, chá verde
Almoço Sopa de legumes, legumes assados
Lanche da tarde Banana, nozes
Jantar Mingau de arroz, queijo cottage, chá com gengibre

Recomendações alimentares para enterocolite intestinal para veganos

A enterocolite intestinal pode causar diarréia em veganos e, portanto, pode exigir uma mudança na dieta. No entanto, os veganos podem personalizar sua dieta para que seus corpos obtenham os nutrientes de que precisam, evitando alimentos que possam piorar os sintomas.

Durante uma exacerbação da enterocolite intestinal, alimentos que podem agravar diarréia como leguminosas, nozes, frutas, óleos vegetais, doces e álcool devem ser evitados. No entanto, os veganos precisam cuidar da ingestão de proteínas, ferro, cálcio e vitaminas B2 e B12.

Produtos de proteína de soja, feijão vermelho e feijão preto são boas fontes de proteína para veganos. Você pode obter gorduras insaturadas de abacates, azeite e óleo de canola. Você pode fortalecer seu sistema imunológico e obter seu corpo os minerais necessários com alimentos vegetais como espinafre, brócolis, figos e frutas cítricas. Além disso, adicionar probióticos como iogurte pode melhorar a função intestinal.

  • Evite alimentos que piorem os sintomas da enterocolite intestinal;
  • Procure fontes vegetarianas de proteínas como leguminosas, proteínas de soja e nozes;
  • Certifiqu e-se de obter minerais e vitaminas essenciais, como cálcio, ferro, vitaminas B2 e B12;
  • Adicione probióticos à sua dieta.

Seguir essas recomendações ajudará os veganos a gerenciar os sintomas da enterocolite intestinal sem causar problemas nutricionais adicionais.

Recomendações alimentares para enterocolite intestinalis para pessoas com intolerância à lactose

Evite alimentos que contêm lactose

Se você sofre de intolerância à lactose, deve eliminar todos os alimentos que contêm lactose da sua dieta. Isso pode incluir produtos lácteos, como leite, queijo e iogurte, além de certos tipos de pães e doces.

Prefira proteínas magras

Ao formular sua dieta, lembr e-se de que em pessoas com enterocolite intestinal, é recomendável preferir proteínas magras facilmente digeríveis. Pode ser frango, vitela, peixe, ovos, produtos de soja.

Aumente o consumo de vegetais e frutas

Limitar o consumo de alimentos contendo lactose não deve afetar negativamente o equilíbrio de nutrientes no corpo. Para isso, você deve aumentar a ingestão de vegetais e frutas, com altos vitaminas e minerais.

Reduza a ingestão de açúcares e gorduras

Pessoas com enterocolite intestinal e intolerância à lactose devem limitar a ingestão de açúcares e gorduras difíceis de digerir. Prefira proteínas magras e carboidratos complexos, como cereais, mingau e vegetais.

Leve em consideração suas características individuais

Ao compilar uma dieta para enterocolite intestinal e intolerância à lactose, cada pessoa deve levar em consideração suas características individuais. Se você não tiver certeza de quais alimentos devem ser excluídos da dieta, consulte um médico ou nutricionista.

Recomendações alimentares para enterocolite intestinal para pessoas com tumores malignos

Restrições alimentares

Restrições na dieta

Pessoas com tumores malignos são aconselhados a limitar a ingestão de alimentos gordurosos e pesados, bem como alimentos ricos em certas vitaminas. Por exemplo, pare de consumir alimentos ricos em vitamina K se o paciente estiver tomando medicamentos que se ligam a essa vitamina. Também é estritamente proibido consumir álcool e tabagismo, tanto durante a quimioterapia quanto a radioterapia.

Alimentos úteis

A nutrição na enterocolite não deve ser prejudicial à saúde, mas deve restaurar a força e fortalecer o sistema imunológico do paciente. Dev e-se ser dada preferência a proteínas magras, frango, peru, peixe, ovos, legumes e frutas. Além disso, é recomendável consumir alimentos ricos em vitaminas B e CD, bem como cálcio.

Regime alimentar

Para lidar com a diarréia com enterocolite e, ao mesmo tempo, fortalecer o sistema imunológico e o corpo principal, você precisa comer regularmente. É melhor planejar o regime alimentar de tal maneira que haja 5-6 refeições leves durante o dia. As refeições devem ser ricas para que o paciente obtenha nutrientes suficientes. O tamanho da porção não deve ser muito grande para evitar sobrecarregar o estômago e o intestino.

Amostra de dieta para o dia

  • Café da manhã: aveia com mel e maçã, chá verde.
  • Snack: iogurte sem gordura, salada de frutas.
  • Almoço: peito de frango no vapor, sopa de legumes, mingau de arroz, chá verde.
  • Snack: banana, nozes.
  • Jantar: atum grelhado, batatas assadas, salada de legumes frescos, chá verde.

Dieta para pessoas com diabetes com enterocolite do intestino

1. Aumente a ingestão de líquidos

Na enterocolite, é necessário aumentar a quantidade de ingestão de líquidos. No entanto, para pessoas com diabetes mellitus tipo 2, é necessário levar em consideração o teor de açúcar das bebidas. Recomenda-se beber água, chás de ervas e compota sem açúcar de frutas frescas.

2 Limitando a ingestão de carboidratos

Em diabetes mellitus, é importante limitar a ingestão de carboidratos para evitar um aumento acentuado nos níveis de glicose no sangue. Durante a enterocolite, é recomendável reduzir a ingestão de alimentos ricos em amido, como cereais, pão e massas. Em vez disso, você pode aumentar sua ingestão de proteínas e gorduras, como carne, peixe, nozes e abacates.

3. Dieta de baixa fibra

Na enterocolite intestinal, é recomendável reduzir a ingestão de alimentos ricos em fibras. No entanto, para pessoas com diabetes, é importante considerar o teor de carboidratos dos alimentos. Recomend a-se o consumo de alimentos com baixa fibra, como arroz bem cozido, queijo cottage sem sal e suco sem polpa.

4. Ingestão regular de comida

Para pessoas com diabetes, é importante manter refeições regulares para evitar mudanças repentinas nos níveis de glicose no sangue. Durante a enterocolite intestinal, é aconselhável manter um cronograma de refeições, aumentando o número de pequenas refeições em vez de três refeições principais.

5. Controlando os níveis de glicose no sangue

Durante a enterocolite intestinal, as pessoas com diabetes mellitus podem ter dificuldade em manter níveis ótimos de glicose no sangue. É necessário monitorar os níveis de glicose regularmente e ajustar doses de insulina ou medicamentos hipoglicêmicos em tempo hábil, se necessário.

Seguir estas recomendações ajudará a aliviar o período de enterocolite intestinal e manterá níveis normais de glicose no sangue no diabetes tipo 2.

Uma pequena lista de alimentos recomendados para enterocolite intestinal

Quando você tem enterocolite do intestino, deve prestar atenção à dieta. A lista de alimentos recomendados para consumir inclui:

  • Mingau na água – aveia, trigo sarraceno, arroz.
  • Carne magra – peito de frango, vitela, peru.
  • Costeletas cozidas no vapor ou bolas de peixe.
  • Ovos de aves e aves sem pele.
  • Legumes assados – couv e-flor, berinjela, abobrinha, cenoura.
  • Queijo cottage com baixo teor de gordura.
  • Produtos lácteos – iogurte, kefir, ryazhenka (sem aditivos e aromas).
  • Peixe cozido macio.
  • Croutons e pão da farinha integral.
  • Frutas – Maçãs, Bananas, Kiwi.

Você também deve evitar alimentos que possam agravar a situação – alimentos gordurosos e picantes, álcool, doces, produtos de farinha e muita cafeína. Observe sua dieta e seja saudável!

O que não comer com enterocolite do intestino:

O que você não deve comer com enterocolite intestinal:

Laticínios: leite, creme de leite, iogurte, queijo, sorvete, queijo cottage e outros produtos lácteos podem piorar os sintomas da enterocolite e causar diarréia no paciente.

Alimentos picantes e gordurosos: alimentos picantes, gordurosos e salgados podem piorar os sintomas. Esses alimentos podem irritar o intestino e contribuir para uma superabundância de suco gástrico, levando à diarréia.

Frutas e vegetais: nem todas as frutas e vegetais são igualmente benéficos na enterocolite. Durante uma exacerbação, é melhor excluir de sua dieta frutas e vegetais crus, como melancia, pêssego, pêra, kiwi e grossos pretos, além de vegetais como couv e-flor, milho e beterraba, que podem causar fermentação nos intestinos ou umreação específica no corpo.

Pão e assados: o pão e outros produtos de farinha também podem piorar os sintomas da enterocolite. No estágio agudo da doença, o consumo de rolos frescos, pães, doces e outros produtos de confeitaria não é recomendado.

Álcool e refrigerantes: O álcool piora instantaneamente o problema da diarreia, causando inflamação e estresse adicional no corpo. Refrigerantes como cola ou refrigerantes também podem piorar os sintomas da enterocolite devido ao alto teor de açúcar e gases.

Perguntas e respostas:

O que é enterocolite intestinal?

A enterocolite é uma doença inflamatória intestinal que pode causar diarreia, dor abdominal, náuseas e vômitos.

Quais causas podem causar enterocolite intestinal em adultos?

A enterocolite intestinal em adultos pode ser causada por infecções, reações alérgicas, distúrbios nutricionais, estresse e outros fatores.

O que deve ser excluído da dieta na enterocolite intestinal?

Na enterocolite intestinal, devem ser excluídos pratos condimentados, gordurosos, condimentados e doces, bem como bebidas alcoólicas e carbonatadas.

Quais alimentos são recomendados para comer na enterocolite do intestino?

Na enterocolite intestinal, recomenda-se consumir legumes cozidos, carnes magras e peixes, laticínios fermentados, ovos, pão de trigo e mingaus na água.

Quais medicamentos podem ser usados para enterocolite intestinal?

Na enterocolite intestinal, você pode usar medicamentos que aliviam a inflamação intestinal, reduzem a diarreia e previnem o desenvolvimento de infecções. Estes incluem probióticos, antibióticos, adsorventes e outros remédios.

Quanto tempo pode durar a enterocolite do intestino?

A enterocolite intestinal pode durar de alguns dias a várias semanas, dependendo da causa da doença e dos métodos de tratamento.

Quais são as possíveis complicações da enterocolite intestinal?

As possíveis complicações da enterocolite intestinal são desidratação (altos níveis de perda de líquidos), má nutrição e disbiose intestinal.

Como posso prevenir o desenvolvimento de enterocolite intestinal?

Para prevenir o desenvolvimento de enterocolite intestinal, deve-se seguir uma dieta adequada, evitar o contato com agentes infecciosos, lavar as mãos regularmente e seguir as regras de higiene.