Queimaduras: classificação, causas e tratamento de lesões térmicas e químicas (T20-T32 ICD-10)

Meta descrição do artigo sobre queimaduras térmicas e químicas T20-T32 ICD-10. Aprenda sobre os sintomas, causas e tratamento de queimaduras, bem como precauções e prevenção. Obtenha informações sobre os diferentes graus de queimaduras e seus efeitos para que você possa estar preparado para possíveis casos e ajudar as vítimas.

As queimaduras são uma das lesões na pele mais traumáticas que podem ocorrer como resultado da exposição a altas temperaturas ou produtos químicos agressivos. Eles podem ser causados por uma variedade de coisas: chamas, líquidos quentes, vapor, eletricidade ou substâncias que podem causar lesões por queimadura química.

Queimaduras térmicas envolvem a exposição da pele a altas temperaturas. No entanto, não apenas a temperatura, mas também o tempo de exposição e o tipo de fonte de calor podem afetar a profundidade e a gravidade dos danos. As queimaduras podem ser superficiais ou profundas, e sua gravidade é categorizada pela extensão dos danos na pele. Queimaduras térmicas requerem atenção médica imediata e tratamento especializado para evitar complicações e infecções.

O que são queimaduras térmicas e químicas?

Queimaduras térmicas ocorrem quando a pele entra em contato com objetos quentes, vapor, chamas abertas ou chamas. Eles também podem ser causados por radiação solar ou corrente elétrica. As queimaduras químicas ocorrem quando a pele ou as membranas mucosas entram em contato com produtos químicos agressivos, como ácidos, álcalis ou solventes.

Queimaduras: classificação e extensão

Existem vários sistemas para classificar queimaduras. Um dos mais comuns é a classificação de acordo com o grau de dano tecidual. De acordo com essa classificação, as queimaduras são divididas nas seguintes categorias:

  • 1º grau – dano superficial da pele caracterizado por vermelhidão, dor e inchaço. Geralmente ocorrem com exposição a curto prazo a baixa temperatura ou produtos químicos fracos.
  • 2º grau – Danos na pele que penetram mais profundamente, fazendo com que bolhas e úlceras se formem. Esse grau de queima pode ser dividido em dois subtipos: superficial e profundo. O subtipo superficial é caracterizado pela formação de bolhas, enquanto o subtipo profundo é caracterizado pela formação de úlceras e necrose.
  • Grau 3 – Lesões profundas da pele penetrando no tecido subjacente. A pele pode ser preta ou preta de carvão, e o tecido danificado pode ser perdido. Este grau de queima requer intervenção médica.
  • O quarto grau é o grau mais sério de queimadura, caracterizado pela destruição completa dos tecidos e impacto nos ossos, músculos e órgãos internos.

A classificação de queimaduras por grau ajuda a determinar a necessidade de atenção médica e selecionar o método apropriado de tratamento. Para queimaduras de 1º e 2º graus, a terapia doméstica é geralmente suficiente, enquanto queimaduras de 3º e 4º graus requerem atenção médica imediata.

Queimaduras térmicas: causas e sintomas

As principais causas de queimaduras térmicas incluem:

  • Contato com superfícies quentes, como fogões, panelas ou pratos quentes.
  • Chamas de uma chama aberta ou explosão.
  • Líquidos quentes, como água fervente, água quente ou óleo.
  • Vapor ou fumaça entrando no trato respiratório.

Os sintomas de queimaduras térmicas podem variar dependendo da extensão da pele e danos nos tecidos. Eles podem incluir:

  1. Vermelhidão e inchaço da pele no local de queimadura.
  2. Formação e inchaço da bolha.
  3. Dor grave ou dormência na área de queimadura.
  4. Aumento da sensibilidade da pele.
  5. A formação de úlceras e feridas na pele.
  6. Perda da função da pele no local da queima, como perda de sensação ou mobilidade.
  7. Danos aos pulmões se o vapor ou a fumaça quente for inalado.

No caso de uma queima térmica, devem ser tomadas medidas imediatas de primeiros socorros e a atenção médica deve ser procurada para determinar a extensão dos danos e implementar o tratamento apropriado. O tratamento de queimaduras térmicas pode incluir resfriamento do local da queima, aplicação de pomadas e cremes e, em caso de queimaduras graves, intervenção cirúrgica.

Queimaduras químicas: causas e sintomas

As causas das queimaduras químicas podem ser:

  • Contato com produtos químicos agressivos, como ácidos, álcalis, solventes, solventes, substâncias venenosas e outros.
  • Uso inadequado ou armazenamento de produtos químicos.
  • Violação das regras de segurança ao trabalhar com produtos químicos.

Os sintomas de queimaduras químicas dependem do grau de dano à pele e das membranas mucosas. No caso de um leve grau de queimadura, a pele pode ser vermelha, inchada e dolorosa. Em caso de grau moderado de dano, a pele pode formar bolhas e, em caso de grau grave, a pele pode ter áreas necróticas, como manchas pretas ou úlceras profundas.

Além disso, os seguintes sintomas podem ocorrer com queimaduras químicas:

  • Uma sensação de queimação ou dor no local de contato com o produto químico.
  • Inchaço e vermelhidão da pele ao redor da área danificada.
  • A aparência de bolhas que podem ser preenchidas com fluido.
  • Cicatrizando ou descoloração da pele depois que a queimadura se curou.
  • Sinais possíveis de envenenamento ou reações alérgicas.

No caso de queimaduras químicas, enxágue imediatamente a área afetada com água por 15 a 20 minutos. Depois disso, dev e-se procurar atendimento médico. É importante lembrar que o auto-tratamento pode ser perigoso e pode agravar a condição da vítima.

Como evitar queimaduras?

1. Observe as precauções de segurança ao trabalhar com fogueiras e superfícies quentes.

Uma das principais causas de queimaduras é o manuseio inadequado de fogo e objetos quentes. Para evitar queimaduras, siga estas diretrizes:

  • Não deixe velas em chamas sem vigilância e mantenh a-as longe de materiais inflamáveis.
  • Não mantenha líquidos quentes nas proximidades das crianças e os mantenha em recipientes protegidos.
  • Cuidado com superfícies quentes, como fogões, ferros e lareiras. Use equipamento de proteção especial quando necessário.
  • Preste atenção à data de validade e ao armazenamento adequado de substâncias inflamáveis, como álcool e gás.

2. Use a proteção adequada ao manusear produtos químicos.

As queimaduras de produtos químicos podem ser muito sérios e perigosos. Para evitar tais queimaduras, é recomendável que você:

  • Use luvas de proteção, óculos e roupas ao trabalhar com produtos químicos.
  • Certifique-se de trabalhar em uma área bem ventilada ou use sistemas de ventilação especiais.
  • Siga as instruções para o uso de produtos químicos e não os misture desnecessariamente.

3. Tenha cuidado ao cozinhar e usar eletrodomésticos.

Fogão a quente, forno e outros eletrodomésticos podem ser fontes de queimaduras. Para evitar tais incidentes, é recomendável que você:

  • Não deixe o fogão sem vigilância, especialmente se houver pratos quentes ou líquidos nele.
  • Mova as alças de panelas e panelas dentro do fogão para impedir que elas caçam acidentalmente.
  • Use luvas especiais ao tirar pratos ou itens quentes do forno.

4- Ensine às crianças sobre segurança e supervisione-as.

As crianças podem ser especialmente suscetíveis a queimaduras, por isso é importante ensinar a elas o básico da segurança e ficar de olho nelas:

  • Explique os perigos do fogo e dos objetos quentes para as crianças.
  • Certifiqu e-se de que as crianças não tenham acesso a superfícies quentes e produtos químicos perigosos.
  • Ensine às crianças a maneira correta de lidar com fogo e líquidos quentes e torn á-los acessíveis a elas.

Seguir essas diretrizes ajudará você a evitar queimaduras e a manter você e seus entes queridos.

Primeiros socorros para queimaduras

Primeiros socorros para queimaduras

Aqui estão as etapas básicas a serem tomadas em caso de lesão por queimadura:

  1. Cuide da segurança. Se a queimadura foi causada por produtos químicos ou eletricidade, primeiro faça de você e da vítima segura. Desligue a fonte de eletricidade imediatamente, se possível, ou afaste a vítima. Se a queima for causada por um produto químico, lav e-o com água e siga as instruções sobre a embalagem do produto químico ou procure ajuda profissional.
  2. Avalie a extensão da queimadura. As queimaduras são divididas em vários graus: primeiro grau – danos apenas à camada superior da pele, segundo grau – dano à pele e tecidos subcutâneos, terceiro grau – dano a todas as camadas de pele e tecidos subcutâneos. Se a queima for grande ou seu grau não estiver claro, procure atendimento médico.
  3. Esfriar a queimadura. Deixe a queima imediatamente com água fria (não gelo) por 10 a 20 minutos. Isso ajudará a reduzir a dor, impedir que a queimadura se espalhe e reduza os danos nos tecidos.
  4. Tire a roupa. Se a roupa estiver presa na queimadura, não tente remov ê-la. Em vez disso, deix e-o no lugar e procure atendimento médico. Se a roupa não estiver presa à queima, remov a-a suavemente para impedir que o calor continue e espalhe a queimadura.
  5. Cubra a queimadura. Depois que a queimadura esfriar, coloque um pano limpo ou tecido sobre a área ferida. Isso ajudará a prevenir a infecção e reduzir a dor. Não use pomadas ou cremes nesta fase, pois eles podem provocar irritação ou infecção.
  6. Procurar atenção médica. Em caso de queimaduras graves, você deve sempre procurar atendimento médico. Um médico examinará melhor e fornecerá o tratamento necessário.

Tratamento de queimaduras térmicas

Dependendo da extensão da queimadura e de sua localização, o tratamento pode envolver várias etapas.

  • Primeiro socorro. Ao receber uma queimadura, é necessário fornecer imediatamente primeiros socorros à vítima. É necessário remover a vítima da fonte de calor ou fogo e, em seguida, resfriar a superfície queimada com água fria (não gelo!) Para reduzir a temperatura e interromper a destruição adicional dos tecidos. Após o resfriamento, a queimadura deve ser coberta com um molho limpo e seco e procurar atendimento médico.
  • Tratamento antibacteriano. Depois de procurar atendimento médico, o tratamento antibacteriano pode ser prescrito para prevenir a infecção e controlar possíveis complicações. Isso pode incluir a aplicação de pomadas ou cremes especiais e a tomada de antibióticos.
  • Uso de desinfetantes. Em alguns casos, os desinfetantes podem ser usados para matar microorganismos e prevenir a infecção. Estes podem ser usados na forma de soluções, pomadas ou sprays.
  • Uso de medicamentos anti-inflamatórios. Nos casos de dor grave e inchaço, os medicamentos anti-inflamatórios podem ser prescritos para ajudar a reduzir a inflamação e o desconforto.
  • Reabilitação. Após o tratamento principal, pode ser necessário um período de reabilitação, incluindo fisioterapia, massagem, banhos terapêuticos e outros métodos de recuperação.

É importante lembrar que o tratamento de queimaduras térmicas deve ser realizado sob a supervisão de um médico e de acordo com suas recomendações. O auto-tratamento pode levar a complicações e piorar a condição da vítima.

Tratamento de queimaduras químicas

O tratamento de queimaduras químicas é realizado em vários estágios e depende do grau de dano à pele, do produto químico que causou a queima e a localização e o tamanho da lesão. Pode variar de primeiros socorros no local a procedimentos de cirurgia e reabilitação.

Os principais objetivos do tratamento de queimaduras químicas incluem:

  • Lavando o produto químico da superfície da pele
  • Eliminação de substâncias residuais da ferida
  • Prevenindo mais danos nos tecidos
  • Aliviar a dor e prevenir a infecção
  • Preservando e restaurando a função de pele

Os primeiros socorros para uma queimadura química são enxaguar a área afetada com muita água o mais rápido possível. Isso ajudará a remover o produto químico da pele e evitar mais ações. Se necessário, uma solução alcalina ou ácida fraca pode ser usada para neutralizar a substância.

Depois de lavar a ferida, você deve cobr i-la com um curativo estéril para evitar a infecção. Evite usar pomadas ou cremes na ferida, a menos que seja direcionado por um médico, pois eles podem causar irritação adicional e agravar a condição.

Nos casos de danos graves na pele ou queimaduras profundas, podem ser necessárias cirurgia. A cirurgia protética e plástica é frequentemente realizada para reparar as áreas afetadas da pele.

Analgésicos e antibióticos podem ser prescritos para reduzir a dor e prevenir a infecção. Medicamentos anti-inflamatórios também podem ser recomendados para reduzir a inflamação e o inchaço.

Uma vez concluído o tratamento ativo, é importante ter tratamentos regulares de reabilitação, como fisioterapia e massagem. Isso ajudará a restaurar a função da pele e melhorar a aparência da pele.

Complicações após queimaduras

Algumas das possíveis complicações que podem ocorrer após a queima incluem:

  1. Infecção. As queimaduras criam o ambiente perfeito para o desenvolvimento da infecção, pois a pele danificada não pode proteger o corpo de bactérias e outros microorganismos. A infecção pode causar vários sintomas, incluindo vermelhidão, inchaço, dor, temperatura corporal elevada e fraqueza geral. Em alguns casos, a infecção pode levar à sepse, o que é uma complicação séria e potencialmente fatal.
  2. Cicatrizes e contraturas. Após queimaduras, a pele pode se curar com a formação de cicatrizes e contraturas. As cicatrizes podem ser lisas e planas, mas em alguns casos podem ficar abauladas e rígidas, o que pode limitar o movimento do membro. As contraturas ocorrem quando o tecido cicatricial diminui e comprime estruturas vizinhas, que também podem levar a movimentos restritos.
  3. Comprometimento funcional e cosmético. As queimaduras podem levar à função prejudicada das áreas lesionadas do corpo. Por exemplo, queimaduras nas mãos podem reduzir a capacidade de executar tarefas diárias. Além disso, as queimaduras podem deixar defeitos cosméticos, como cicatrizes, pigmentação e alterações na textura da pele.
  4. Problemas psicológicos. As queimaduras podem ter um sério impacto no estado mental de um paciente. Os sobreviventes de queimaduras geralmente experimentam transtorno de estresse pós-traumático, depressão, ansiedade e baixa auto-estima.

Q & amp; A:

O que as causas podem levar a queimaduras térmicas e químicas?

Queimaduras térmicas podem ocorrer com contato com objetos quentes, fogo, vapor ou líquidos quentes. Queimaduras químicas podem ocorrer com contato com ácidos, álcalis ou outros produtos químicos.

Quais sintomas acompanham queimaduras térmicas e químicas?

Os sintomas de queimaduras térmicas e químicas podem incluir vermelhidão, inchaço, bolhas, dor e formação de feridas. Em queimaduras graves, pode haver uma sensação de queimação, perda de consciência, desidratação e disfunção de órgãos.

O que são os primeiros socorros para queimaduras térmicas e químicas?

Para queimaduras térmicas e químicas, os primeiros socorros incluem o resfriamento da área afetada com água ou uma compressa fria, cobrindo a ferida com material limpo, impedindo a infecção e chamando uma ambulância.

Que complicações podem ocorrer com queimaduras térmicas e químicas?

As complicações de queimaduras térmicas e químicas podem incluir infecção por feridas, choque, problemas respiratórios, danos aos órgãos e até morte.

Como posso evitar queimaduras térmicas e químicas?

Para evitar queimaduras térmicas e químicas, é recomendável que você use roupas de proteção, tenha cuidado ao manusear água fervente, fogo e produtos químicos e siga as regras de segurança.

O que são queimaduras térmicas e químicas?

Queimaduras térmicas são danos à pele e tecido causados pela exposição a altas temperaturas, como fogo, água quente ou objetos. Queimaduras químicas ocorrem quando a pele entra em contato com produtos químicos agressivos, como ácidos, álcalis ou solventes.

Como cuidar de uma ferida de queimadura?

A seguir, são apresentadas diretrizes básicas para cuidar de uma ferida de queimadura:

  • Mantenha a higiene das mãos: Antes de tratar uma ferida de queimadura, você deve lavar as mãos completamente com sabão e água. Isso ajudará a impedir que a infecção entre na ferida.
  • Limpe a ferida: use uma solução estéril, como solução salina, para limpar a sujeira, a poeira e outros contaminantes da ferida de queimadura. Isso pode ser feito lavando a ferida sob água morna ou usando um cotonete de gaze embebido na solução.
  • Mantenha a ferida úmida: é importante manter a queima ferida úmida de maneira ideal para acelerar o processo de cicatrização. Para isso, você pode usar pomadas especiais ou géis recomendados pelo seu médico. Você também pode cobrir a ferida com um molho estéril para mant ê-lo úmido.
  • Evite usar pomadas antibacterianas: para queimaduras, não é recomendável usar pomadas antibacterianas sem receita médica, pois elas podem desacelerar o processo de cicatrização e causar uma reação alérgica.
  • Siga as recomendações do seu médico: Cada ferida de queima é única, por isso é importante pedir às recomendações ao seu médico sobre como cuidar de sua ferida específica. Seu médico pode prescrever produtos especiais para acelerar a cicatrização, além de realizar uma lavagem de feridas ou aplicar um curativo.